Jornalismo

O impeachment, e depois? Como os jornais se comportaram nos primeiros dias do governo Temer

Um apanhado dos editoriais publicados por três dos maiores jornais brasileiros – Folha de S. Paulo, O Globo e O Estado de S. Paulo – após o afastamento de Dilma Rousseff indicam nuances diferenciadas entre as três publicações. Se os dois últimos jornais – OESP com maior clareza e recorrência – viam o impeachment como solução adequada …

O impeachment, e depois? Como os jornais se comportaram nos primeiros dias do governo Temer Leia mais »

Jornalismo político e polarização: Estadão e a demanda pela saída de Dilma da Presidência

O editorial do jornal O Estado de S. Paulo deste domingo resume uma série de argumentos que a publicação apresentou, ao longo da semana, em favor da saída de Dilma Rousseff da Presidência da República. Se, há alguns meses, o Estadão evitava defender o impeachment da presidente – não obstante continuar criticando o governo –, …

Jornalismo político e polarização: Estadão e a demanda pela saída de Dilma da Presidência Leia mais »

O Jornalismo é crítico aos agentes políticos. Isto é problema?

A literatura dedicada a compreender os fenômenos relacionados ao Jornalismo político ressalta, em diversos momentos, que a cobertura prioriza os conflitos existentes entre os diversos agentes, bem como se concentra nas disputas acerca do jogo político, tratando os envolvidos com certo cinismo e desconfiança. A depender da identificação ideológica e/ou partidária, também é comum que …

O Jornalismo é crítico aos agentes políticos. Isto é problema? Leia mais »

A mídia deixou de ser golpista? Sobre os recentes editoriais de Folha de S. Paulo e de O Globo

Uma das teorias sobre o comportamento da “mídia” brasileira que costuma circular com frequência na internet e em outros espaços é a do PIG (Partido da Imprensa Golpista). Em linhas gerais, ela afirma que os grandes jornais e emissoras brasileiras estariam sempre enviesando a cobertura contra o Partido dos Trabalhadores, visando a retomada do poder …

A mídia deixou de ser golpista? Sobre os recentes editoriais de Folha de S. Paulo e de O Globo Leia mais »

Congresso e reforma política na Folha de S. Paulo

Nas últimas semanas, o jornal Folha de S. Paulo tem publicado editoriais abordando diversas questões da reforma política votada pela Câmara dos Deputados. O editorial “Submissão”, publicado neste domingo, 14 de junho, pode ser encarado como o ápice das críticas dirigidas ao Congresso e às medidas adotadas por parlamentares eleitos para a legislatura iniciada em …

Congresso e reforma política na Folha de S. Paulo Leia mais »

I Congresso Internacional de Jornalismo: Convergências midiáticas e nova narrativa latino-americana

O Centro Internacional de Estudos Superiores em Comunicação para a América Latina (CIESPAL) realizará o I Congresso Internacional de Jornalismo: Convergências midiáticas e nova narrativa latino-americana. O evento acontecerá em Quito, no Equador, entre 5 e 7 de maio de 2016. Resumos podem ser submetidos até 29 de janeiro de 2016. Mais informações:  http://bit.ly/1Pq4Q5T

Os primeiros cem dias do governo Dilma: diferenças em editoriais de 2011 e de 2015

A leitura dos editoriais de grandes jornais brasileiros, como O Estado de S. Paulo ou Folha de S. Paulo, desde o começo do ano dá uma ideia do desgaste do governo Dilma Rousseff e da própria Presidente neste início de segundo mandato. Se comparado com editoriais de 2011, nos quais Dilma frequentemente era poupada enquanto …

Os primeiros cem dias do governo Dilma: diferenças em editoriais de 2011 e de 2015 Leia mais »

Como os jornais reagiram ao atentado ao Charlie Hebdo?

As reações de jornais de diversos países ao atentado ao semanário francês Charlie Hebdo evidenciam traços peculiares na forma que as publicações se portam perante a sociedade. Para além da condenação uníssona do ataque, o editorial de grandes jornais mundiais e brasileiros ao atentado, bem como a decisão de publicar ou não as charges do …

Como os jornais reagiram ao atentado ao Charlie Hebdo? Leia mais »

O papel do Jornalismo no escândalo político: o caso da Petrobras

O escândalo político existe, em grande parte, a partir da revelação de atividades condenáveis socialmente. Isto imputa bastante responsabilidade ao campo do Jornalismo, na medida em que os jornalistas constroem as notícias e a forma de abordar os assuntos. No caso do escândalo da Petrobras, funciona do mesmo modo. O vazamento do depoimento de delação …

O papel do Jornalismo no escândalo político: o caso da Petrobras Leia mais »

DO ‘XOURNALISMO’ DE XUXA À BELA E AS FERAS

Por Malu Fontes A semana jornalística começou sob o prognóstico de que as declarações de Xuxa ao Fantástico, anunciando que fora abusada sexualmente reiteradas vezes da infância, até os 13 anos e por diferentes homens adultos, dariam o tom da repercussão facinha do jornalismo de fofoca e, sobretudo, das redes sociais.  Em Salvador, no entanto, …

DO ‘XOURNALISMO’ DE XUXA À BELA E AS FERAS Leia mais »