Início Jornalismo Político São Paulo Aberta tenta inovar relação com o cidadão

São Paulo Aberta tenta inovar relação com o cidadão

496
0
COMPARTILHAR
Pocket

Um projeto da Prefeitura de São Paulo tem tentado inovar na relação do poder público com os cidadãos. O São Paulo Aberta foi criado em 2013 e é coordenado por um comitê intersecretarial. Segundo definição do próprio site da iniciativa: “São Paulo Aberta é uma iniciativa do governo municipal que visa articular, integrar e fomentar ações de governo aberto na Prefeitura Municipal de São Paulo.”

O projeto tem feito com frequência hangouts com secretários da administração municipal sobre temas da atualidade. Nos eventos, os secretários respondem perguntas enviadas pela web. Além disso, têm sido feitos ciclos de formação em governo aberto, para aumentar o conhecimento das pessoas sobre esse tema. Consultas públicas sobre ações da Prefeitura são outra ação que tem sido realizada.

Atualmente está no ar uma consulta sobre “Regulamentação do novo marco regulatório que estabelece regras de parceria entre o poder público e as organizações da sociedade civil”. A proposta de lei está exposta no site e é possível comentar cada parágrafo através de uma inscrição simples.

Na página não é possível encontrar números ou relatos de resultados, o que é compreensível já que trata-se de uma experiência relativamente nova. É louvável, no entanto, que experimentos estejam sendo feitos na área do governo aberto e que, finalmente, a prefeitura da maior cidade do Brasil esteja gastando energia com o tema.

A opção de combinar ações iniciais de transparência e participação com ações de formação sobre governo aberto pode ser uma fórmula interessante. Trata-sede um forma de fugir do determinismo tecnológico que considera que apenas criar ferramentas são suficientes para aumentar a participação dos cidadãos.

 

Nina Santos
Nina Santos é doutoranda no Centro de Análise e Pesquisa Interdisciplinar sobre os Media (CARISM) da Universidade Panthéon-Assas. Tem mestrado em Comunicação e Culturas Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia e especialização em Comunicação e Política pela mesma instituição. Tem experiência profissional no campo da comunicação política, democracia eletrônica e mídias sociais. Durante três anos e meio foi Editora de Mídias Sociais do Instituto Lula.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here