Google Acadêmico agora permite ao usuário criar seu próprio perfil

Essa semana, minha timeline no Twitter foi invadida por inúmeras mensagens sobre um novo serviço do Google: o Google Scholar Citations, uma espécie de perfil que é possível criar no Google Acadêmico (para criar o seu, clique aqui). O produto, que já vinha sendo desenvolvido há algum tempo, foi lançado para o público geral na quarta-feira passada. Agora, qualquer um pode criar seu próprio profile, incluir a filiação, publicações e citações — que são facilmente encontradas pelo Scholar –, adicionar as áreas de interesse e tornar público essa espécie de Lattes internacional.

Perfil criado para Albert Einstein no Google Scholar Citations.

A ferramenta faz algo parecido com o serviço do Web of Science. Através do Google Scholar Citations, é possível ver as estatísticas sobre as citações aos seus trabalhos, inclusive com informações sobre o h-index e o i-10index de cada autor. Novas citações aos trabalhos são adicionadas automaticamente assim que identificadas pelo Scholar. Além disso, é possível também atualizar o profile com artigos que não foram encontrados ou estão duplicados. Os inconvenientes são a necessidade de ter uma conta de email no Google e a falta de versões em outras línguas (até o momento). Um resumo das funcionalidades do novo serviço está disponível no blog oficial do Google Scholar (em inglês).

Para os interessados, um ranking dos pesquisadores brasileiros já cadastrados. Eles estão organizados pelo número de citações aos seus trabalhos. Albert Einstein também já tem seu próprio profile, para quem quiser conferir.