Lançada Revista Intexto, N. 24, V. 1 (2011)

Acaba de ser lançada a última edição da revista Intexto, ligada ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.  Os artigos e autores estão abaixo descritos e a revista pode ser acessada aqui.

 

Artigos

Algumas considerações sobre a história e a atualidade do conceito de ‘massa’ para a teoria da comunicação               

Marcio Acselrad, Savio Felix Mota

 

As estratégias de significação plástica da imagem em Justiça Gaúcha 

Cristiano Tarouco, Maria Lília Dias de Castro

 

O estudo do jornalismo em tempos de mudanças estruturais  

Fábio Henrique Pereira,               Zélia Leal Adghirni

 

Jornalismo: uma profissão em crise?    

Fernanda Lima Lopes

 

PRÁTICAS SOCIOCULTURAIS FRONTEIRIÇAS NO JORNAL A PLATÉIA: DO LOCAL AO GLOBAL      

Karla Maria Müller, Vera Regina Gerzson, Vera Lúcia Raddatz, Ivan Bomfim Pereira, Nathalia Nunes Prado

 

Representações da surdez no Jornal Visual Minas         

Ivan Vasconcelos Figueiredo

 

Gramática Hipertextual              

francilaine munhoz moraes, Thais Mendonça Jorge

 

A posição sujeito do ombudsman como estratégia de credibilização do discurso jornalístico    

Sabrina Franzoni, Thaís Helena Furtado

 

Agendamento de Políticas Públicas       

rosane rosa, Rosane Rosa

 

Cartografia dos Processos Jornalísticos no Circuito das Notícias

Vilso Junior Santi

 

A conexão entre lugares e espaços proporcionada pela a rede Foursquare       

Eduardo Campos Pellanda

 

Expressões virtuais da dor: notas sobre as manifestações de luto na Internet  

Milena Carvalho Bezerra Freire de Oliveira-Cruz

 

A gripe suína na Wikipédia em português: análise da dinâmica de edições e qualificação do conteúdo de dois artigos

Bernardo Esteves Gonçalves da Costa, Carlos Frederico de Brito d’Andréa

 

Distinção e Compartilhamento no Jogo da Sociabilidade Juvenil: Um Estudo em Lan House Popular

Carla Barros,

 

Hiper-realidade versus sedução: o paradoxo do Big Brother Brasil         

Felipe da Silva Polydoro